Análise das publicações sobre os comitês de ética em pesquisa em scientific electronic library online (Scielo)

  • João Beccon Almeida Neto Universidade Federal de Juiz de Fora
  • Tulio Batista Franco Universidade Federal Fluminense

Resumen

Considerando a importância do trabalho desenvolvido pelos CEPs e sua implicação com a própria história da formação da bioética, o objetivo deste artigo é analisar as fontes de informação sobre os Comitês de Ética em Pesquisa envolvendo seres humanos presentes na Scientific Eletronic Library Online (SciELO), a fim de mapear os principais aspectos do campo nesta área. Trata-se de pesquisa exploratória descritiva com técnica de análise de revisão sistemática para coleta de dados. Foram recuperados 137 resumos, dos quais foram analisados 41. Pela análise dos dados verifica-se que há uma intensificação nas publicações sobre este tema a partir de 2010, não apresentando uma clara concentração em periódico específico. A maior parte dos estudos são de cunho teórico e variam entre análises exploratórias de orientação descritiva sobre o papel dos CEPs e as críticas sobre a forma em que estes elaboram seus pareceres. Observa-se uma intensificação do debate em relação à análise das pesquisas sociais. Nesse sentido, quatro questões nos parecem marcantes. (a) A ingerência promovida pelos CEPs em relação ao método das pesquisas; (b) a questão da análise ética das pesquisas oriundas das ciências humanas não pode ser vista como uma relação de inclusão ou exclusão; (c) a burocratização dos CEPs; e (d) a questão em relação à necessidade de creditação dos CEPs.

Descargas

La descarga de datos todavía no está disponible.

Referencias

Avilés MAR. La acreditación de los comités de ética de la investigación Gac Sanit. 31(1); 2017: 53–56.

Barbosa AS, Boery RNSO, Boery EN, Ferrari MR. Desenvolvimento da dimensão educacional dos Comitês de Ética em Pesquisa (CEPs). Acta Bioethica. 18 (1); 2012: 83-91.

Barbosa AS, Boery RNSO, Ferrari MR. Importância Atribuída ao Comitê de Ética em Pesquisa (CEP). Rev. Bioética y Derecho. 26; 2012: 31-43.

Barbosa AS, Boery RNSO. Entraves e potencialidades do funcionamento de Comitês de Ética em pesquisa (CEPs).rev.latinoam.bioet. 10 (2); 2010: 88-99.

Barbosa AS, Boery RNSO. Entraves e potencialidades para estudar comitês de ética em pesquisa (CEP): uma experiência vivenciada na pós-graduação. Persona y bioética. 17 (1); 2013: 58-67.

Barbosa AS, Carrales CM, Silbermann M. Controvérsias sobre a revisão ética de pesquisas em ciências humanas e sociais pelo Sistema CEP/Conep. Rev. bioét. (Impr.). 22 (3); 2014: 482-492

Barboza M, Minaya G, Fuentes D. Hacia una comisión nacional de ética de la investigación en salud en Perú: apuntes acerca de rutas y procesos en perspectiva comparada. Rev Peru Med Exp Salud Publica. 27(4); 2010: 621-628.

Batista KT, Andrade RR, Bezerra NL. O papel dos comitês de ética em pesquisa. Rev Bras Cir Plást. 27(1); 2012: 150-155.

Biblioteca Virtual em Saúde (BVS) (s. f.). Recuperado em junho de 2018, de http://decs.bvs.br

Borghini, LG. Objeciones planteadas por los comités éticos a las traducciones de los documentos de consentimiento informado en investigación clínica: análisis e implicaciones para el trabajo del traductor. Rev. Bioética y Derecho, 33; 2015: 14-27.

Cosac DCS. Autonomia, consentimento e vulnerabilidade do participante de pesquisa clínica. Rev. bioét. (Impr.). 2017; 25 (1): 19-29.

Council for International Organizations of Medical Sciences (Cioms) (1993). Diretrizes éticas internacionais para pesquisas biomédicas envolvendo seres humanos. Geneva: WHO.

Figueiredo AM, Garrafa V, Portillo JAC. Ensino da bioética na área das ciências da saúde no brasil: estudo de revisão sistemática. Interthesis, 5(2):45-72; 2009.

Francisconi CF et al. Comitês de Ética em Pesquisa: levantamento de 26 Hospitais Brasileiros. Revista Bioética (on line), 3(1); 1995.

Freitas CBD, Hossne WS. O papel dos Comitês de Ética em Pesquisa na proteção do ser humano. Revista Bioética (on line). 10(2); 2002.

Fuentes D, Rivella D. Acreditación de Comités de Ética en Investigación, como parte de un processo. An Fac Med Lima. 68(1); 2007.

Furukawa PO, Cunha ICKO. Comitês de ética em pesquisa: desafios na submissão e avaliação de projetos científicos. Revista Brasileira de Enfermagem. 63(1); 2010.

Gerreiro ICZ, Minayo MCS. O desafio de revisar aspectos éticos das pesquisas em ciências sociais e humanas: a necessidade de diretrizes específicas. Physis. 23 (3); 2013: 763-782

Goldim JR, Franciscone CF. Os comitês de ética hospitalar. Revista Bioética (on line). 6(2); 1998.

GoldimJR et al. A experiência dos comitês de ética no Hospital de Clínicas de Porto Alegre. Revista Bioética (on line), 6(2); 1998.

Gonorazky SE. Comités de ética independientes para la investigación clínica en la Argentina: Evaluación y sistema para garantizar su independência. MEDICINA (Buenos Aires) 68; 2008: 113-119.

Guerra Allison H. Papel de los Comités de Ética en Investigación. Rev Med Hered. 16 (1); 2005.

Hossne WS. O poder e as injustiças nas pesquisas em seres humanos. Interface - Comunicação, Saúde, Educação. 7 (12); 2003: 55-70

Jácome MQD, Araujo TCCF, Garrafa V. Comitês de ética em pesquisa no Brasil: estudo com coordenadores. Rev. bioét. (Impr.). 2017; 25 (1): 61-71.

Kipper D,Loch JA,Ferrari NM. A experiência do comitê de ética em pesquisa da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, do Comitê de Bioética do Hospital São Lucas e da Faculdade de Medicina da PUCRS. Revista Bioética (on line), 6(2); 1998

Koller SH. Ética em pesquisa com seres humanos: alguns tópicos sobre a psicologia. Ciência & Saúde Coletiva, 13(2); 2008: 399-406.

Lecca Garcia L, Llano-Zavalaga F, Ygnacio Jorge E. Características de los Comités de Ética en Investigación del Perú autorizados para aprobar ensayos clínicos. Rev Med Hered. 16 (1); 2005.

Leitão S, Falcão JTR, Maluf MR. Ethical Standards of Scientific Research Involving Human Subjects in Brazil: Perspectives Concerning Psychology. Psicologia Reflexão e Crítica, 28(S); 2015: 40-48.

Lopes-Júnior LC, Nascimento LC, Lima RAG, Coelho EB. Dificuldades e desafios em revisar aspectos éticos das pesquisas no Brasil. Rev Gaúcha Enferm. 37(2); 2016: e54476

Lozano ER, Bernal GAG, Ruggiero MAM. Experiencia de los miembros de la comunidad en los comités de ética en investigación en Colombia. Escritos. 24 (53); 2016: 369-390

Marinho S, Costa A, Palácios M, Rego S. Implementação de comitês de bioética em hospitais universitários brasileiros: dificuldades e viabilidades. Rev. Bioét. (impr.). 22(1); 2014: 105-115.

Minayo MCS. Contribuições da antropologia para dilemas éticos da área da saúde. Ciência & Saúde Coletiva, 13(2); 2008: 329-339.

Miranda MC, Palma GI, Jaramillo E. Comités de ética de investigación en humanos: el desafío de su fortalecimiento en Colombia. Biomédica. 26; 2006:138-144

Oliveira MLC. Comitês de ética: pesquisa em seres humanos no Brasil. R. Bras. Enferm. 52 (2); 1999: 189-194.

Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO). Declaração Universal sobre Bioética e Direitos Humanos. Adoptada por aclamação no dia 19 de Outubro de 2005 pela 33ª sessão da Conferência Geral da UNESCO. Disponível em: <http://unesdoc.unesco.org/images/0014/001461/146180por.pdf>. Acesso em: 18 mai 2017.

Palma-Morgado D et al. La evaluación axiológica de los Proyectos en los Comités de Ética de la investigación. Ars Pharm. 56(2); 2015: 121-126

Pichardo-García LMG et al. Diferencias entre comités de ética en investigación públicos y privados en Ciudad de México: un estudio cualitativo. Persona y bioética.; 14 (2); 2013: 176-186.

Portales MB et al. Formas de Revisión Ética de Proyectos de Investigación Biomédica. Rev Med Chile. 145; 2017: 386-392.

Prieto P. Comités de ética en investigación con seres humanos: relevancia actual en Colombia Experiencia de la Fundación Santa Fe de Bogotá. Acta Med Colomb. 2011; 36 (2): 98-104.

Quiroz E. ¿Por qué auditar a los comités de ética en investigación?. Rev Peru Med Exp Salud Publica. 27(3); 2010: 443-448.

Rego S, Palácios M, Siqueira-Batista R. Bioética para profissionais de saúde. Rio de Janeiro: Scielo; Fiocruz; 2009.

Ribeiro CDM, Maksud I, Claro LBL, Wong Um J. Pesquisa qualitativa na produção científica do campo da bioética. Ciência & Saúde Coletiva, 19(7):2189-2206; 2014.

Sabio MF, Bortz JE. Estructura y funcionamiento de los comités de ética en investigación de la Ciudad Autónoma de Buenos Aires y el Gran Buenos Aires. Salud Colectiva. 11(2); 2015: 247-260.

Sampaio RF, Mancini MC. estudos de revisão sistemática: um guia para síntesecriteriosa da evidência científica. Rev. bras. fisioter., 11(1): 83-89; 2007.

Santos LAC. Crítica aos atuais comitês de ética na pesquisa no Brasil Hist. cienc. saude-Manguinhos. 21(1); 2014: 364-366.

Schramm FR. A moralidade da prática de pesquisa nas ciências sociais: aspectos epistemológicos e bioético. Ciência & Saúde Coletiva, 9(3); 2004:773-784.

Schuch P, Victora C. Pesquisas envolvendo seres humanos: reflexões a partir da Antropologia Social. Physis. 25(3); 2015: 779-796.

Scientific Electronic Library Online (SciELO). Recuperado em junho de 2018, de http://www.scielo.org/php/index.php?lang=pt

Silveira RAT, Hüning SM. A tutela moral dos comitês de ética. Psicologia & Sociedade. 22 (2); 2010: 388-395.

Spiandorello WP. O papel do comitê de ética em pesquisa na avaliação de testes estatísticos Rev. bioét. (Impr.). 22 (3); 2014: 471-481.

Squinca F, Guilhem D, Squinca JP. Análise das publicações sobre a ética na investigação científica em scientific electronic library online (SciElo). Revista Latinoamericana de Bioética, 2(29):156-163; 2015.

Tocabens BE et al. Reglamento interno del Comité de Ética de la Investigación en Salud, un instrumento para el mejoramiento del desempeño. Revista Cubana de Higiene y Epidemiología. 51 (3); 2013: 355-364

Tocabens BE. La regulación ética de las investigaciones biomédicas y los comités de ética de la investigación. Revista Cubana de Higiene y Epidemiología. 52 (1); 2014:120-142

Tomanik EA. A ética e os comitês de ética em pesquisa com seres humanos. Psicologia em Estudo. 13 (2); 2008: 395-404.

Valdez-Martínez E et al. Los comités de ética clínica en México: la ambigua frontera entre la ética asistencial y la ética en investigación clínica. Rev Panam Salud Publica/Pan Am J Public Health. 24(2); 2008: 85-90

World Medical Association (s. f.). Declaração de Helsinque 2002. Recuperado em junho de 2018, de http://www.wma.net/e/policy/pdf/17c.pdf

Zavala S, Açfaro-Mantilla J. Ética e investigación. Rev Peru Med Exp Salud Publica.. 28(4); 2011: 664-669.

Cómo citar
Almeida Neto, J. B., & Franco, T. B. (2019). Análise das publicações sobre os comitês de ética em pesquisa em scientific electronic library online (Scielo). Revista Latinoamericana De Bioética, 19(36-1). https://doi.org/10.18359/rlbi.3641
Publicado
2019-05-21